Giovanna Grigio: “A costura traz empoderamento”

A atriz fala sobre a importância do movimento do it yourself e de como fazer as próprias roupas trazem mais liberdade na hora de consumir

Texto: Laís Rissato

Crédito: Sergio Baia" title=""Nos expressamos muito pela maneira como nos vestimos", diz a atriz | Crédito: Sergio Baia">
"Nos expressamos muito pela maneira como nos vestimos", diz a atriz | Crédito: Sergio Baia


Protagonista de Malhação – Viva a Diferença, a atriz Giovanna Grigio, de 19 anos, acredita na força do do it yourself e da costura como forma de empoderamento feminino. Apesar de não ter o domínio da prática, ela via a avó e a mãe costurarem quando era criança. “É uma maneira de trazer independência financeira para as mulheres e incentivar os pequenos negócios. Eu acho que moda é uma arte e curto bastante essa coisa mais artesanal, tenho vontade de aprender. Expressamos muito pelo que vestimos. Minhas amigas são viciadas em brechós e em encontrar peças únicas, o que te dá liberdade e não incentiva o consumo desenfreado”, diz ela.

Na moda, a atriz tem um vício: camisetas de banda. “É o que domina o meu guarda-roupa! Eu gosto muito de rock, então sempre combino com calça jeans. Não sigo tendências ou coisas do tipo, gosto de vestir o que me dá vontade. Eu ainda me acho muito menina. Sei que sou uma mulher, mas não me enxergo assim porque nunca me coloquei nesse lugar”, explica Giovanna.

Feminista e consciente do papel da mulher na sociedade, Giovanna foi criticada recentemente por seus seguidores nas redes sociais por ter postado fotos em que aparece de costas, apenas de calça jeans e com as mãos e braços cobrindo os seios. “Existe um grande pudor com o feminino. As fotos são lindas, é tudo muito simples, não mostra nada. Vivemos num país conservador, mas as críticas negativas foram pequenas perto dos elogios”.



20/12/2017 - 10:00

Conecte-se

Revista Manequim