beleza   / Vitamina E

Guia da Vitamina E: Saiba mais sobre esse ativo clássico que é bem presente em formulações para pele e cabelos

A Vitamina E tem ação emoliente, calmante, anti-inflamatória e hidratante, e é usada também para melhorar o sensorial de cosméticos

Manequim Publicado sexta 14 janeiro, 2022

A Vitamina E tem ação emoliente, calmante, anti-inflamatória e hidratante, e é usada também para melhorar o sensorial de cosméticos
Guia da Vitamina E: Saiba mais sobre esse ativo clássico presente em muitas formulações - Pinterest

Não é difícil olhar no seu banheiro um rótulo de um cosmético e ver que ele contém Vitamina E, não é mesmo? O ativo é um dos mais clássicos em produtos para o tratamento da pele e cabelo, incluindo séruns, cremes para os olhos, hidratantes e fotoprotetores. 

“Encontrada naturalmente em nosso organismo e em certos alimentos, como brócolis e espinafre, a vitamina E é, na verdade, o nome dado a um conjunto de antioxidantes solúveis em óleo, sendo que o mais comum em cosméticos para a pele é o tocoferol, já que é a única forma da Vitamina E que reconhecidamente atende as necessidades da pele humana”, explicou a dermatologista Dra. Patrícia Mafra.

A vitamina E é um nutriente que o corpo não consegue produzir sozinho.

“A vitamina E é um antioxidante, o que significa que pode interromper ou reverter os danos que os radicais livres causam às células. Também pode reduzir a inflamação em todo o corpo, por isso é utilizado em produtos pós-sol. O corpo armazena vitamina E na pele, tanto na epiderme externa quanto nas camadas mais profundas da derme. Esta é uma das razões pelas quais muitos produtos para a pele contêm vitamina E”, acrescentou a médica. O ativo também é usado com apelo hidratante em repelente de insetos.

Segundo a dermatologista, o nutriente vive nas glândulas sebáceas, que formam a base dos folículos capilares.

“O corpo transporta a vitamina E para a pele por meio do sebo, uma substância oleosa que protege e lubrifica a pele. Quando aplicada de forma tópica através de cosméticos, a substância pode ajudar no tratamento de uma série de desordens cutâneas e também na reparação celular, assim auxiliando no processo de cicatrização, no tratamento de cicatrizes e queimaduras e no combate aos danos causados pela radiação ultravioleta”, explicou.

+++ Frente única, fenda e paetê: Priscilla Alcântara usa vestido sensual, fashion e todo verde

“Além disso, a vitamina possui propriedades hidratantes, auxiliando a fortalecer a barreira de proteção da pele, e anti-inflamatórias, podendo ser utilizada para acalmar peles irritadas e vermelhas.”, continuou.

Nos cabelos, o ativo ajuda a hidratar, previne o enfraquecimento e a perda de brilhos dos fios. 

“Se você quer começar a utilizar a Vitamina E, o ideal é optar pelos hidratantes, já que estes possuem fórmulas menos concentradas que os séruns e óleos. Porém, o mais importante é que você consulte um dermatologista antes de iniciar o uso de qualquer substância. Apenas ele poderá realizar uma avaliação de sua pele e recomendar os melhores ativos para o seu caso”, finalizou a médica.

Último acesso: 18 Jan 2022 - 17:27:40 (1046266).