beleza   / Procedimento Estético

Médico explica o que é o CM Slim, procedimento estético que está bombando entre as celebridades

Famosos como Ana Hickmann já aprovaram o tratamento, que promete definição muscular e perda de gordura localizada; médico Danilo Bravo explica como funciona 

Manequim Publicado quarta 31 março, 2021

Famosos como Ana Hickmann já aprovaram o tratamento, que promete definição muscular e perda de gordura localizada; médico Danilo Bravo explica como funciona 
Médico Danilo Bravo explica vantagens do CM Slim, procedimento que virou tendência entre celebridades - Pexels

O novo procedimento estético que promete bombar nos próximos meses é o CM Slim. O aparelho, que ajuda a definir a musculatura do corpo, já é queridinho de celebridades como Ana Hickmann, Deborah Secco, Grazi Massafera e o ex-BBB, Gui Napolitano. 

De acordo com o médico Danilo Bravo, o tratamento é uma ótima opção para quem deseja ter músculos mais definidos e ainda de quebra perder medidas, sem precisar fazer esforço físico. O CM Slim é capaz de alcançar o equivalente a 20 mil contrações musculares na área aplicada, como abdominais e agachamentos. Por isso, também é conhecido como a “academia do futuro”. 

“Mesmo com muito foco na academia e determinação para praticar exercícios físicos, existem alguns pontos do corpo que podem continuar nos incomodando, até porque o processo de evolução leva tempo. O aparelho faz com que a pessoa conquiste os resultados esperados de maneira mais fácil e rápida”, aponta. 

+ VEJA TAMBÉM: Assim como as folhas caem no outono, seus fios podem cair mais na estação; saiba o que fazer

Em sessões de meia hora cada, é possível alongar, aquecer e otimizar o corpo, como nas séries de exercícios, e relaxar a musculatura, assim como em um treino de academia. Segundo Danilo Bravo, não é necessário continuar treinando o grupo muscular escolhido enquanto realiza as sessões do CM Slim. 

“Mesmo assim, gosto sempre de recomendar para os meus pacientes que eles combinem o procedimento com os exercícios e uma alimentação balanceada, para potencializar os resultados. A tecnologia do CM Slim aumenta, inclusive, a performance de quem já se exercita, pois ele atua sobre fibras musculares que muitas vezes os exercícios físicos convencionais não conseguem recrutar.”, indica.

Por meio de ondas eletromagnéticas, o equipamento causa contrações involuntárias no paciente e estimula os músculos de diversas partes do corpo. Com exceção do tórax e costas, por causa do coração, regiões como as do abdômen, glúteos, braços, coxas e panturrilhas podem ser trabalhadas. 

São indicados de oito a dez sessões para se observar resultados. As primeiras diferenças já são visíveis a partir da quarta e quinta  primeiras sessões. O procedimento é confortável e indolor. 

+ VEJA TAMBÉM: Skincare: faz diferença lavar o rosto com um sabonete específico? Saiba mais

“Antes do CM Slim, os tratamentos buscavam melhorar apenas os aspectos da pele, trazendo uma falsa sensação de que o corpo estava sendo tratado também. Com a nova tecnologia conseguimos penetrar mais profundamente, trabalhando o músculo para que fique tônico. Na sequência, tratamos a pele para proporcionar um melhor acabamento e aquele up global no corpo”, explica o médico. 

Uma das únicas contraindicações para o procedimento são implantes metálicos, como o DIU de cobre. “A boa notícia é que o paciente só não pode ser submetido ao CM Slim na região do implante. As demais áreas ficam liberadas. Pacientes com DIU metálico, por exemplo, não podem fazer o tratamento no abdômen, porém, não há nenhum problema em realizar em outras partes do corpo”, reforça Danilo.

Último acesso: 22 Oct 2021 - 16:46:45 (1044059).