lazer   / EXCLUSIVA

A mente agradece! Day Mesquita fala sobre papel da arte em plena pandemia: ''São as séries e filmes que nos dão aquele respiro''

Com trabalhos disponíveis na HBO Max e Globoplay, Day Mesquita fala sobre papel da arte em momentos adversos e sanidade mental na pandemia

Marina Pastorelli Publicado quinta 12 agosto, 2021

Com trabalhos disponíveis na HBO Max e Globoplay, Day Mesquita fala sobre papel da arte em momentos adversos e sanidade mental na pandemia
Day Mesquita fala sobre arte e sanidade mental na pandemia - Adri Lima

Tida pela crítica especializada com uma atriz em ascensão, e atual vencedora do Prêmio Contigo na categoria "Melhor Atriz", em que concorreu com nomes como Adriana Esteves e Gloria Pires, Day Mesquita foi uma das primeiras a retornar ao ar numa trama inédita durante a pandemia. 

"Com o tempo fomos nos adaptando, mas no início foi bem estranho, eu, que já tinha como rotina os estúdios desde adolescente, me vi numa realidade que nunca imaginei! O toque na trama passou a contar com o recurso da computação gráfica, o texto impresso já não poderia mais ser levado pra cima e pra baixo, a pré-gravação tinha (como deveria mesmo) todo um protocolo com testes diários, a equipe toda nos bastidores, com exceção dos atores em cena, vestia todo um aparato, corpo inteiro, para evitar qualquer possível contaminação, e isso só pra listar rapidamente algumas mudanças", conta a atriz que protagonizou até o início desse ano a novela Amor sem Igual, da Record. 

A paranaense, atualmente pode ser vista no Globoplay vivendo a advogada Stela, de Cheias de Charme, e Fernanda em Além do Horizonte. Em breve, ela também poderá ser vista também na HBO Max, em O Negócio. A terceira temporada da série conta com Day interpretando Flávia, mulher conservadora que não aceita ver seu ex-marido namorar uma garota de programa.

Morando no Rio há 10 anos, a atriz posou para ensaio inédito pelas lentes de Adri Lima, e falou sobre o papel da arte em momentos de conflito e dificuldades.

day mesquita fala sobre sanidade mental durante pandemia
CRÉDITOS: Adri Lima

"Vejo a arte como possível agente transformador da sociedade em qualquer tempo e época mas, além disso, ela tem também um papel muito importante em momentos difíceis como que vivemos hoje, em plena pandemia. Muitas vezes, são as séries, filmes, etc, que nos dão aquele respiro e momento de espairecer depois de um dia de tantas notícias ruins. Há de se valorizar não apenas os artistas, mas toda a equipe que faz o possível pra levar o melhor conteúdo possível pro público, boas histórias, bons roteiros... Produções muito bem executadas por uma soma de fatores e trabalho de muita gente envolvida apaixonada pelo que faz", conclui Day.

MOMENTO DE REFLEXÃO E APRENDIZADO

Mesmo com várias conquistas recentes profissionais, a artista também viu outros projetos serem adiados por conta do coronavírus, e nesse momento tem se dedicado aos estudos de línguas, ela tem feito 14 horas semanais de línguas estrangeiras, inglês e espanhol, cursos de novas técnicas e métodos de atuação, e se dedicado ao ativismo ambiental e voluntariado.

A atriz já deu aulas voluntárias de ballet para crianças e adolescentes, é embaixadora da Sociedade Vegetariana Brasileira, e adotou a cadelinha Ayla. Ela, que sempre foi ativa na luta pela causa animal, teve esse sentimento maximizado depois de se aproximar mais profundamente de todo o abandono que existe no nosso país, e que segundo a AMPARA Animal, aumentou absurdos 70% durante a pandemia. A artista tem tentado incentivar que mesmo que a pessoa não possa adotar um pet, contribua como pode, mesmo que apenas com seu tempo. E é o que ela tem feito com outros bichos que conheceu na Fazenda Modelo, no Rio de Janeiro:

"A Fazenda Modelo é um abrigo no Rio de Janeiro, que cuida e abriga animais que foram recolhidos por sofrerem maus tratos, costumo ir lá como voluntária onde é permitido que se passeie, dê banho e brinque com os animais que lá estão para oferecer um pouquinho de alegria e amor, já que eles vivem em baias com outros cachorros e a triste realidade é que a maioria deles fica lá por toda a vida e não são adotados. Essa é uma forma de para contribuir e ajudar na causa se você não puder ou não tiver condições de ter fazer uma adoção responsável." 

Usando o alcance de sua voz como instrumento de conscientização, Day é uma das personalidades que buscam mostrar além da superfície nas redes, pode ter dança no TikTok, mas também temos muita realidade e alertas sobre urgências coletivas por lá.

Último acesso: 19 Oct 2021 - 11:42:23 (1044947).