moda   / Polêmica

Candidata ao Miss Universo pode perder o título após dizer que ''negros escolheram nascer negros na America''

Mais de 100 mil pessoas assinaram petição para que Samantha perca o título de Miss

Manequim Publicado terça 16 junho, 2020

Mais de 100 mil pessoas assinaram petição para que Samantha perca o título de Miss
A Miss Malásia 2017 provocou fúria após mensagens racistas - Instagram/ @samanthakayty

Samantha Brahmacharini causou alvoroço nas redes sociais após publicar uma série de mensagens polêmicas sobre a comunidade negra e criticou o movimento #blacklivesmatter, que surgiu após a morte por sufocamento de George Floyd, que culminou em uma série de protestos antirracistas nos Estados Unidos e em países da Europa.

A representante da Malásia no Miss Universo de 2017 e filha de pai brasileiro disse que "negros devem aprender com o racismo" e que "escolheram nascer negros para aprender uma lição". 

"Eu não moro nos Estados Unidos, isso não tem nada a ver comigo. Mas para mim, parece que os brancos venceram. Aos negros, relaxem, aceitem isso como um desafio, que isso os tornem mais fortes", escreveu ela em sua conta no Instagram. 

As mensagens causaram revolta nas redes sociais e ela continuou: "Você escolheu nascer 'de cor' nos Estados Unidos para aprender uma lição. Aceite,  fome e a pobreza existem. É isso aí. O melhor que vocês podem fazer é manter a calma... Essa é sua responsabilidade". 

Ela ainda justificou ao dizer que pessoas escolhem a cor que nascem: "Como nossas almas, escolhi esta vida, este país, esta raça esta forma humana. Sempre me pergunto por que nasci na Malásia como uma menina branca, com mãe chinesa, avós indianos e pai brasileiro. Mas eu escolhi tudo isso por uma razão". 

Após as declarações polêmicas, internautas fizeram uma petição online para que Samantha perca o título de Miss Malásia 2017. A petição conseguiu 100 mil assinaturas em apenas 24 horas e uma marca de cosméticos locais, a Velvet Vanity, decidiu suspender o contrato com a modelo. 

"Como marca, apoiamos o #blacklivesmatter e nunca nos associaríamos a comportamentos racistas", disse a marca nas redes sociais.  

Diante da polêmica, a modelo decidiu emitir um comunicado com um pedido de desculpas: "Eu ouvi vocês, me desculpem. Eu sei que vocês estão sofrendo. Eu sei que é injusto. Não estou no lugar de vocês para entender isso completamente"

Samantha Katie James escreveu pedido de desculpas

 

Último acesso: 25 Jan 2022 - 14:31:44 (1042851).