Publicidade

Diretor artístico conta detalhes dos looks usado por Sarah Andrade em Cannes

“A escolha dos looks foi no intuito de trazer elegância e modernidade, que combinam com o novo momento da Sarah”, explica o diretor Ale Monteiro

Reprodução / Instagram / @sarahandrade
Reprodução / Instagram / @sarahandrade

A ex-BBB e empresária Sarah Andrade brilhou no tapete vermelho do Festival de Cannes, na França, no último fim de semana. Além de mudar de visual – antes loira, surgiu com cabelos castanho-escuros na ocasião –, os looks escolhidos para marcar presença no festival de cinema também chamaram a atenção.

Publicidade

Ale Monteiro, diretor artístico responsável por essa transformação, revela as referências utilizadas para a grande noite:

A escolha dos looks foi no intuito de trazer elegância e modernidade, que combinam com o novo momento da Sarah”, explica. Na primeira produção, Sarah usou um sofisticado smoking off-white, com calça comprida, corpete e cauda na parte de trás. A peça é feita de zibeline, com bordado de bastidor nas costas.

A calça no Red Carpet é de uma importante mensagem para mulheres. Uma mulher poderosa anda com suas próprias pernas e chega em qualquer lugar”, define Monteiro.

Publicidade

Outro look usado por Sarah foi o vestido em tule com busto trançado à mão. A saia em camadas sobrepostas conferiu movimento ao visual. Ambas as produções ostentam peças da marca brasileira Maison Alexandrine – o que foi uma decisão pensada de forma consciente pelo diretor.

Sempre quando ocorre um grande evento, como Cannes, as brasileiras costumam optar por grifes francesas ou italianas. O que é muito inseguro, pois o Brasil tem artistas e estilistas fantásticos”, defende. “Quando a Sarah me contou da proposta, automaticamente pensei em conectá-la à Alexandra Fructoso, fundadora da Maison”, acrescenta. A casa de alta costura também já vestiu Beyoncé, Kim Kardashian, Jennifer Lopez, Paris Hilton, Ariana Grande e Miley Cyrus, além de personalidades brasileiras como Isabeli Fontana, Anitta, Cleo, entre outras.

Publicidade

Para Monteiro, a parte mais difícil na produção para Cannes foi esconder o cabelo castanho de Sarah por cerca de uma semana. “Fizemos uma produção homenageando divas como Marilyn Monroe, Rita Hayworth e Sophia Loren, apenas para confundir as pessoas sobre qual seria o cabelo que ela ia aparecer no Festival”, revela.

Amo esse tipo de transformação e acredito muito que o visual ajuda na mudança. As roupas trazem essa afirmação que precisamos. A Sarah é uma mulher muito simples, grata e não é deslumbrada. Pelo contrário, é muito pé no chão e focada nos seus objetivos e acredito que seus looks transmitem isso”, conta.

A ex-loira também estava utilizando uma peça exclusiva da sua nova coleção de joias, a “Opya”. O look total estava avaliado em 200 mil reais.

O estilo de Sarah

Após conhecer o estilo, personalidade e preferências de Sarah, o trabalho do diretor foi traduzir essas informações para a linguagem da moda.

Ela é uma mulher independente e romântica. Por isso, gosto de misturar um pouco. Trazer um pouco de alfaiataria pra trazer esse lado ‘business woman’, ao mesmo tempo apostar na renda, brilho, floral e vestidos com corte mais princesa para delinear também esse outro lado”, afirma. Segundo o diretor, ele e Sarah estão trabalhando juntos nessa proposta visual desde sua saída do Big Brother Brasil, em 2021.

Fiz o primeiro ensaio dela fora do programa e foi paixão desde então. Somos também amigos e torcemos muito pela realização um do outro. Há cerca de um ano, venho cuidando de perto do guarda-roupa dela, que é uma delícia porque ela gosta bastante de moda. Fico feliz que ela tenha me incluído em todo o processo dessa nova fase”, finaliza Ale Monteiro.