moda   / Entrevista

''Racismo aparece independente do grau na carreira'', conta modelo sobre caso envolvendo cabeleireiro

Em entrevista exclusiva à Máxima Digital, a modelo Mariana Vassequi debafa sobre caso de racismo envolvendo o cabeleireiro Wilson Eliodório e mulheres negras na moda

Bruna Goulart com a supervisão de Mariana Pastorelli Publicado sexta 4 setembro, 2020

Em entrevista exclusiva à Máxima Digital, a modelo Mariana Vassequi debafa sobre caso de racismo envolvendo o cabeleireiro Wilson Eliodório e mulheres negras na moda
Em entrevista exclusiva à Máxima Digital, a modelo Mariana Vassequi debafa sobre caso de racismo envolvendo o cabeleireiro Wilson Eliodório e mulheres negras na moda - Instagram/ @marianavassequi

Nos últimos dias, mais um caso de racismo viralizou nas redes sociais. Provavelmente, o  vídeo de uma cena de preconceito em um salão de beleza passou pelo seu perfil. Nele, a modelo Mariana Vassequi, 25, tem os cabelos crespos tocados pelo cabeleireiro das famosas Wilson Eliodorio enquanto ele se acha no direito de fazer comentários sobre os seus fios.

“Esse cabelo ou essa pessoa é um filhote de patrão, porque o patrão comeu uma escrava e gerou isso aqui.” e “Esse cabelo é um cabelo que vem do morro, e agora essas mulheres têm dinheiro e agora elas querem ir em salão chique, por isso nós temos que saber mexer com elas.”. Foram as frases que o profissional usou ao mexer nos cabelos da modelo.

Clique aqui para ler a matéria completa no site da Revista Máxima, parceira da Manequim. 

Último acesso: 08 Dec 2021 - 10:43:41 (1043228).