beleza   / Rejuvenescimento íntimo

O tabu do rejuvenescimento íntimo: mitos e verdades sobre o assunto

A ginecologista Priscila Cruz esclareceu as principais dúvidas sobre rejuvenescimento íntimo e explicou o que é o procedimento

Manequim Publicado quarta 19 maio, 2021

A ginecologista Priscila Cruz esclareceu as principais dúvidas sobre rejuvenescimento íntimo e explicou o que é o procedimento
Você sabe o que é rejuvenescimento íntimo? Descubra os mitos e verdades sobre este procedimento - Pexels

Desfazer o tabu do prazer feminino e da saúde sexual é uma busca constante das mulheres na sociedade atual. Afinal, por muito tempo nos ensinaram que sentir e entender sobre isso era errado. Hoje, com a tecnologia a favor, há uma gama de artifícios que estimulam uma relação prazerosa com a vagina e com a saúde íntima.

Disfunções da lubrificação vaginal, na elasticidade e o desconforto na hora da relação, além da melhora estética, podem ser resolvidos com lasers e tratamentos complementares direcionados à região, tudo em busca de uma saúde íntima mais agradável.

Afinal, é possível ter a região vaginal plena? Para a ginecologista Priscila Cruz, da Clínica Vanité, não só é, como ela está em cada uma de nós.

+ VEJA TAMBÉM: Harmonização facial masculina: o que leva os homens a investir em procedimentos estéticos

“O importante é saber respeitar as nossas fases, mas sempre tentando procurar ajuda para melhorar a nossa saúde integral, assim como a íntima e sexual”, afirma a médica.

Mas com tantos mitos e verdades sobre o assunto, é difícil encontrar informações sólidas que possam sanar dúvidas sobre o prazer feminino. Por isso, Priscila Cruz esclarece tudo a seguir. Confira:

Só quem procura rejuvenescimento íntimo são mulheres mais velhas

Mito. Muitas das vezes são mulheres jovens que estão no pós-parto, ou que tiveram perda de peso significativa, que querem melhorar o colágeno. Às vezes são as que fazem uso crônico de pílulas anticoncepcionais, que podem levar a um desequilíbrio da flora vaginal com o ressecamento da região. Outro perfil é de pacientes pós-cirurgias bariátricas, que cada vez mais jovens têm feito esse tipo de procedimento, e até mesmo aquelas em período de climatério, desde a pré até a pós-menopausa.

A busca pelo prazer é uma das maiores causas que levam a procedimentos vaginais

Verdade. Hoje em dia, as mulheres têm se preocupado mais com o seu próprio prazer. Há uma grande procura devido à disfunção da lubrificação vaginal, pela falta da elasticidade da região, do desconforto na hora da relação. Elas veem o laser como um tratamento rápido e objetivo para este assunto, pois age na produção de colágeno, volta da lubrificação e elasticidade, da melhora da flora vaginal e desconforto na relação. A questão funcional leva mais à procura do que a relação estética com a vagina.

+ VEJA TAMBÉM: Descubra 6 alimentos que são aliados no alívio do estresse

Toda mulher que teve parto normal tem alteração vaginal

Mito. Nem toda mulher tem alteração da região. Muitas vezes a paciente tem parto vaginal com períneo íntegro, sem a necessidade da episiotomia. Além disso, quando o bebê passa, pode não ocasionar nenhum corte também, sem necessidade de sutura. Então, mais do que a via de parto, devemos pensar na gestação em si, pelo peso do próprio bebê, do útero, da placenta, que geram realmente um esforço do nosso assoalho pélvico. Só pelo fato da mulher estar grávida,  isso por si só já faz uma modificação na região feminina.

A lubrificação e elasticidade vaginal podem ser tratadas com um único procedimento

Mito. Nós temos que avaliar em que faixa etária estamos trabalhando e porque ocorreu essa falta de lubrificação e de elasticidade vaginal para fazer um tratamento individualizado. No entanto, podemos usar lubrificantes, hidratantes vaginais, por vezes terapias de reposição hormonal e, também, o laser vaginal. São todos os procedimentos que se complementam. Não existe um protocolo único, existe um individualizado para cada caso.

Anticoncepcional oral (pílula) gera ressecamento vaginal

Verdade. Uma paciente jovem que faz uso de anticoncepcional oral desde a adolescência pode ter queixa, por exemplo, de ressecamento vaginal, de corrimento de repetição e dor na relação por essa hipotrofia causada pelo uso crônico do método contraceptivo.

+ VEJA TAMBÉM: 7 truques para acelerar o rejuvenescimento da sua pele

Laser clareia a virilha

Verdade. O laser também pode atuar na questão do clareamento da pele, associado a um peeling. Claro que é um tratamento adicional, não é de uma sessão, mas conseguimos resultados de melhora da pele.

No entanto, sempre precisamos descartar causas hormonais pelo escurecimento da região. Por exemplo, quando há uma acantose nigricans, que é aquele escurecimento das regiões das dobras, ocasionado por um desequilíbrio do perfil glicêmico dessa paciente, muitas delas tem resistência insulínicas, são pré-diabéticas. Nestes casos, temos tem que tratar essa parte hormonal primeiro, para aí sim conseguir um ganho na questão do clareamento.

Rejuvenescimento íntimo não pode ser feito em peles negras

Mito. O laser vaginal não tem contraindicação quanto ao biotipo de pele da paciente.

Rejuvenescimento íntimo dói

Mito. O procedimento é indolor, com anestésico tópico na região e recuperação tranquila. Após o processo, orientamos a hidratação vaginal e abstinência sexual durante uma semana. Geralmente, indicamos uma sessão por mês, completando um conjunto de três sessões.

Último acesso: 26 Jul 2021 - 01:35:24 (1044385).