beleza   / Procedimentos estéticos

5 perguntinhas para fazer a si mesma antes de realizar qualquer procedimento estético

Já ficou com vontade de realizar algum procedimento? Então, pense nestas cinco perguntas antes de fazer qualquer coisa

MANEQUIM Publicado sexta 2 abril, 2021

Já ficou com vontade de realizar algum procedimento? Então, pense nestas cinco perguntas antes de fazer qualquer coisa
Perguntas para fazer a si mesma antes de procedimentos estéticos - Freepik

O ano de 2021 mal começou e foi mais comum do que precisava ver influenciadoras e famosas fazendo procedimentos estéricos no corpo. Muito por causa disso, o Brasil foi o país que mais realizou cirurgia plástica no mundo, desbancando os Estados Unidos e diversos países da Europa, segundo a Sociedade internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS). 

Com isso, as pessoas também se sentiram mais pressionadas com a 'ditadura da beleza' imposta pelos rostos e corpos perfeitos. Mas, você já parou para pensar que a vontade de realizar alguma mudança tem muita coisa além de apenas desejo? Então, a psicóloga Mylla Moreira, especialista em transtornos alimentares, obesidade e cirurgia bariátrica, listou 5 perguntinhas para fazer a si mesma antes de realizar qualquer procedimento estético. 

+VEJA: Confira todos os procedimentos estéticos que Sarah fez após eliminação do 'BBB21'

 1) Existe a possibilidade de ser influenciada por alguém? 

Nunca se falou tanto em procedimentos estéticos como ultimamente. A cada momento somos bombardeados como notícias sobre as intervenções estéticas dos famosos. Harmonização facial, próteses, implantes e até os filtros no Instagram causam efeitos no nosso inconsciente de ser sendo nossa imagem projetando uma perfeição digitalmente modificada. Avalie se você não está sendo influenciado pela vida e pela escolha de outra pessoa!

2) Desde quando o desejo de fazer um procedimento estético passou a fazer parte dos meus pensamentos? 

Pense: o desejo de fazer tal cirurgia é algo que faz parte de mim ou começou agora se começou agora? Se começou agora, por que isso está acontecendo? Avaliar essas circunstâncias pode auxiliar na tomada de decisão e na identificação "do que é meu e do que é do outro".

+VEJA: Harmonização facial foi banalizada? Médico alerta para exageros, explica procedimento e revela tendência de desarmonização facial

3) Eu estou preparada para me enxergar, literalmente, diferente do que eu sou?

É óbvio que quando temos algo nos incomodando no nosso corpo, quando pensamos em "arrumar" aquilo, passamos acreditar que todos os nossos problemas serão resolvidos. Mas será? Se pergunta se você está preparado para se olhar no espelho e se ver uma imagem diferente daquela que você ver a 20, 30 anos

4) Eu tenho condições financeiras para arcar com tais procedimentos?

Essa pergunta pode parecer irrelevante, ou até soar então de arrogância, mas é muito importante avaliar as circunstâncias financeiras antes de tomar tal decisão. Às vezes estamos tão tomados pelo desejo da mudança que nos enrolamos dívidas vão colocar umas pessoas próximas em situações em casa.

5) De que modo, além da aparência, eu deseja mudar? 

Lembre-se de quais as cirurgias plásticas e procedimentos estéticos mudam nossa aparência, mas não mudou a sua vida. Os seus problemas não somem instantaneamente, nem a forma de se relacionar com o mundo. Avalie-se, no fim das contas a expectativa de mudar a sua "casca" não é uma tentativa de mudar a sua vida como um todo.

+VEJA: Para além do rosto! Saiba quais cuidados essenciais você deve ter com a pele do pescoço e colo

Último acesso: 04 Dec 2021 - 10:24:23 (1044070).