beleza   / Ditadura da beleza

Influenciadora Priscila Santos desabafa sobre ditadura de beleza: ''Acham que precisamos estar maravilhosas e impecáveis o tempo todo.''

A influenciadora confessa que já sofreu com pressão estética e que isso aumentou quando ela se tornou uma figura pública

MANEQUIM Publicado segunda 10 maio, 2021

A influenciadora confessa que já sofreu com pressão estética e que isso aumentou quando ela se tornou uma figura pública
Influenciadora Priscila Santos desabafa sobre ditadura de beleza - Instagram

Mesmo esbanjando beleza, simpatia e autoconfiança, a influenciadora Priscila Santos confessa que já sofreu com a busca por padrões de beleza por conta de pressões estéticas. Ela revela que essa cobrança aumentou ainda mais depois de se tornar uma figura pública.

“As pessoas nos olham e sempre querem encontrar a perfeição: o peso ideal, a pele ideal, o cabelo ideal. Os usuários acham que precisamos estar maravilhosas e impecáveis o tempo todo. Já sofri com isso inúmeras vezes e, infelizmente, a pressão só tem aumentado”, conta.

+VEJA: Todos os truques que você precisa conhecer para ter uma make leve e natural

A influenciadora defende que as redes sociais, de modo geral, têm mudado a forma como as mulheres se enxergam atualmente.

“Muita gente não sabe, mas as fotos têm muito Photoshop, envolvem ângulos e luzes que favorecem a imagem. Quem está do outro lado e não tem esses conhecimentos acredita que tudo o que elas veem é natural. Como se aqueles artistas famosos e influencers fossem perfeitos e não tivessem cicatrizes, estrias, celulites, olheiras”, explica. 

De acordo com Priscila, essa comparação com os influenciadores pode trazer riscos para a autoestima, especialmente das mulheres.

+VEJA: Acredite e invista nesses 5 componentes de alto desempenho que estão presentes em cremes

Quando ocorre essa comparação, existe um grande risco daquela mulher ter problemas de autoestima e ainda desenvolver depressão e ansiedade. Isso tudo por querer ser tão magra quanto, ser tão bonita quanto as modelos, as atrizes, as influencers”, afirma.

Para ela, há um limite entre ser vaidosa e ser obcecada pelo próprio corpo. “Todos precisam ter vaidade, priorizar o bem-estar. Eu me cuido de maneira que eu me sinta bem comigo mesma. Mas a partir do momento que você só vive em prol disso, você se torna uma pessoa obcecada pelo próprio corpo e deixa de viver. Aí já não concordo”, pontua, e acrescenta: “Precisamos sempre de estabelecer esse equilíbrio na vida.” 

Por ser influencer, ela entende o poder de seu papel e a responsabilidade que seu nome carrega na internet. Priscila deseja inspirar suas seguidoras a se aceitarem como são.

Não quero que meu corpo seja referência para ninguém. Pelo contrário, assumo as minhas imperfeições e defeitos porque ninguém é perfeito e desejo que as minhas seguidoras enxerguem a Priscila de verdade. A Priscila que se cuida, sim, mas que não é obcecada por isso. A Priscila que gosta de se vestir bem, mas que também gosta de ficar em casa descalça, de chinelo, de pijama, que às vezes faz um coque na cabeça e sai de qualquer jeito na rua”, acrescenta.

Último acesso: 05 Aug 2021 - 01:51:25 (1044338).