Os segredos por trás do perfume mais famoso do mundo e maior criação de Coco Chanel

O famoso aroma do perfume Chanel Nº 5 teria sido criado após um jantar entre a estilista e o príncipe russo Dmitri Pavlovich

MANEQUIM Publicado quinta 13 maio, 2021

O famoso aroma do perfume Chanel Nº 5 teria sido criado após um jantar entre a estilista e o príncipe russo Dmitri Pavlovich
Os segredos por trás do perfume mais famoso do mundo e maior criação de Coco Chanel - Unsplash

Antes de eternizar uma fragrância por um século, é preciso de uma história por trás. Mas, é possível um clássico ser tão desejado logo no primeiro dia?

Conta-se que em 1921 Gabrielle Chanel, então com 38 anos e no auge do seu espírito que a deixou tão famosa e sempre à frente do seu tempo, quis um perfume para chamar de seu. Ela sabia apenas que queria que fosse fresco e que não evocasse um dos cheiros que marcou a sua adolescência: o do sabão. A sua mãe era lavadeira, e o seu pai comerciante, tendo passado toda a sua infância na França Rural. Posteriormente, após a morte da mãe, seria enviada para um convento em Aubazines, onde passou a adolescência.

Para celebrar o aniversário de 100 anos de um dos perfumes mais icônicos e famosos do mundo, a Chanel lançou um episódio especial da sua série Inside Chanel dedicado a história por trás do perfume Nº 5, mostrando momentos marcantes que o produto protagonizou nesse centenário.

+VEJA: Conheça a história - cheia de amor - por trás da tatuagem de Juliette

Lançado por Coco Chanel durante a década de 1920, o famoso perfume criado com o intuito de levar sofisticação e sedução as freguesas da estilista. O segredo por trás de um artigos de moda mais desejados do mundo teve influência da família Romanov.

Num verão, o de 1920, foi de férias para a Côte d'Azur com o seu amante, o grão-duque Demétrio Pavlovich da Rússia. Foi aqui que se cruzou com o célebre perfumista Ernest Beaux, que tinha trabalhado para a família real russa e vivido perto, em Grasse, o centro da indústria dos perfumes. Depois de vários meses a aperfeiçoar uma nova fragrância, acabou por chegar a 10 amostras e apresentou-as a Gabrielle. Eram numeradas de um a cinco e de 20 a 24. Ela escolheu o número cinco.

Claro que essa história teria reviravoltas e mistérios: há quem diga que a combinação dos ingredientes desta primeira versão foi  o resultado de um erro de laboratório. Existe a suspeita de que o assistente de Beaux adicionou uma dose de aldeídos (um composto orgânico) numa quantidade nunca antes utilizada, e que curiosamente, um deles, cheirava a sabão. 

+VEJA: 5 noivas que provaram que casar com macacão é tão incrível quanto o vestido tradicional

O perfume possui notas de jasmim, rosa, sândalo e baunilha e foi um sucesso imediato. Nos dias seguintes, sabe-se que Beaux convidou amigos para jantar num restaurante na Riviera Francesa e pulverizou a sala repetidas vezes ao longo da noite. Conta-se ainda que, sempre que uma mulher passava, perguntava qual era o perfume. 

+VEJA: Quer pintar o cabelo? 5 dicas fundamentais para preparar os fios antes da coloração

A história após o lançamento é conhecida. Marilyn Monroe transformando-o em um mito ao confessar, em entrevista à revista Life, em 1952, que ela usava apenas algumas gotas do perfume para dormir.  Foi o primeiro perfume a ser anunciado na televisão. Além disso, Andy Warhol multiplicou o frasco em diferentes versões e cores, tornando-o num ícone de arte pop. Como se não bastasse, a caixa do Chanel Nº5 chegou a ser exposta no MoMA de Nova Iorque, em 1959. 

Último acesso: 05 Aug 2021 - 02:34:08 (1044365).