beleza   / Cuidados com a pele

Pele viçosa para JÁ! Médica dá dicas simples para manter a cútis bonita e hidratada no INVERNO

Segundo a especialista, é preciso desconstruir o mito da limpeza excessiva

Manequim Publicado segunda 12 julho, 2021

Segundo a especialista, é preciso desconstruir o mito da limpeza excessiva
Pele viçosa para JÁ! Médica dá dicas simples para manter a cútis bonita e hidratada no INVERNO - Pinterest

No inverno, sentimos a temperatura caindo e o clima ficando mais seco. Com essa mudança no tempo, é comum que a gente perceba nosso rosto mais ressecado, o que influencia na saúde e vitalidade da nossa pele.
 
A médica Karla Lessa listou alguns cuidados importantes para devolver o viço facial. Segundo ela, é preciso desconstruir o mito da limpeza excessiva, por exemplo.
 
“É comum as pessoas acharem que lavar o rosto mais de duas vezes ao dia pode ajudar a diminuir a oleosidade, que esfoliar a pele muitas vezes ajuda a desobstruir os poros, mas isso na verdade acaba trazendo malefícios”, apontou.
 
“O excesso da higiene facial com sabonete ou no uso de máscaras faciais secativas alteram a barreira de proteção da pele e geram um aumento da produção de oleosidade por um ‘efeito rebote’. Isso acontece quando a pele fica mais suscetível ao ressecamento e, como uma reação de compensação, já que entende que sofreu alguma agressão, geralmente produz mais sebo”, explicou. 

+++ Twin set: a tendência dos anos 30 que voltou com tudo no outono de 2021

+++ Pijama e estilo combinam? Sim! Estilista cria coleção elegante e confortável de 'roupas para ficar em casa

 
Vale lembrar que, para ter uma pele uniforme e hidratada, devemos ter uma alimentação equilibrada, além de outros hábitos saudáveis.
 
“Alimentos ricos em açúcares causam glicação, que é um grande fator de envelhecimento cutâneo. Ainda há pessoas que podem ter menos colágeno pela exposição excessiva à radiação solar, poluição e o estresse do dia a dia. Uma boa noite de sono, a hidratação correta e uma dieta baseada em frutas e verduras ajudam bastante a estimular essa proteína”, recomendou a profissional.
 
Além disso, ela indicou a suplementação dessa substância a partir dos 30 anos.
 
“Uma suplementação rica em antioxidantes, vitaminas, minerais e, em especial, colágeno, é super bem-vinda, já que a partir dessa idade, começamos a perder essa proteína progressivamente. Após os 50 anos, considero esse tratamento essencial. Mas isso também vai depender do tipo de pele, grau de flacidez e dos hábitos de vida de cada paciente”, descreveu. 
 
“Também indico os bioestimuladores de colágeno injetáveis e, conforme a idade do paciente avança, gosto de aumentar o aporte de colágeno com essa suplementação oral. Assim, é possível promover um aumento da espessura dérmica e contribuir para a firmeza da pele. Não é barato, mas vale o investimento”, concluiu.

Último acesso: 27 Jul 2021 - 10:02:39 (1044729).