Testeira

A escova progressiva ainda vale a pena? Confira os mitos e verdades sobre o procedimento capilar

Luigi Moretto é o novo colunista da Manequim e seu primeiro texto para o site é sobre o procedimento que ainda causa muita dúvida nas mulheres que optam pelo cabelo alisado

LUIGI MORETTO Publicado quinta 11 março, 2021

Luigi Moretto é o novo colunista da Manequim e seu primeiro texto para o site é sobre o procedimento que ainda causa muita dúvida nas mulheres que optam pelo cabelo alisado
Escova progressiva vale a pena? Será? Luigi Moretto responde! - Freepik

Todo mundo se confunde quando falamos de progressiva, alisamento capilar, botox, etc. Hoje vamos aprender a diferenciar e assim, compreender qual deles pode ser o melhor procedimento para os seus fios.

Eu gosto sempre de lembrar, antes de qualquer coisa, que o que deve te guiar para tomar uma decisão é a praticidade e a satisfação que você deve ter com as suas madeixas.

O alisamento ou escova definitiva é um procedimento que altera definitivamente a estrutura do fio e não se altera nunca mais, o único meio de por um fim a este processo é esperando para que o fio cresça com sua estrutura natural – é o que chamamos de processo de transição capilar, aquele que é preciso parar de retocar a raiz e ir cortando as pontas, até que todos os fios estejam naturais da raiz até às pontas.

A escova progressiva, botox ou selagem como o nome mesmo diz, sai progressivamente, pelo menos na teoria porque na pratica isso acontece bem diferente. Quem já fez progressiva deve saber que quando ela começa a sair do cabelo, ele fica pior que antes.

Para entendermos melhor como a progressiva age no fio vamos lembrar como funciona sua estrutura:

Por ela selar o fio, criando uma camada que bloqueia a passagem de nutrientes, ela se torna uma maquiagem que em longo prazo danifica esse fio, que passa a não receber mais os nutrientes necessários para a sua saúde. Ou seja, aparência de cabelo saudável, porém, com a estrutura danificada. Por isso que quando essa “capa” começa a sair do cabelo, ele aparenta estar pior que antes, mas na verdade ele está mesmo e a pessoa entra em um ciclo viciante de retoque.

Não dá para dizer que não dá para fazer, porém além de alterar a cor do cabelo se não for realizada com muito cuidado ela, pode provocar danos definitivos principalmente se for em cabelos descoloridos.

É uma forma de alisamento definitiva, ou seja, não volta mais. Só sai com a tesoura. Não é compatível com nenhum outro tipo de progressiva ou alisamento, deverá ser realizado com muita cautela e profissional capacitado, pois se trata de um procedimento bem arriscado se não seguir o protocolo certinho. Ele não é compatível com nenhuma outra química, oferecendo risco mesmo a uma simples coloração.

Ele age internamente, no córtex capilar e requer um cuidado intenso de tratamento para evitar a quebra e a desidratação.

Cabelos danificados podem ser submetidos à escova progressiva?

A escova progressiva faz uma “maquiagem”, no entanto, eu não recomendo.

O que precisaria fazer é um bom protocolo de restauração para recuperar os fios e aí sim pensar em alguma química.

Qual o limite permitido de formol pela ANVISA para escova progressiva?

O limite é 0,02% ou seja, essa quantidade não é capaz de alisar nenhum fio. Muitas marcas escondem o formol em outras formas químicas que ao serem ativadas com calor se transformam. 

Tem como fazer a progressiva para hidratar os fios?

Não, ela tem como única finalidade alisar ou alinhar os fios o resto é puramente comercial.

Porque não pode encostar o produto no couro cabeludo?

Porque se trata de um produto químico fortíssimo que pode causar além de alergia, queimaduras, coceiras, escamações e a longo prazo até a queda dos fios. 

Agora que você já entendeu como funcionam as formas de alisar os seus cabelos, busque ajuda profissional.

Exija todos os testes que antecedem qualquer procedimento. É possível, sim, ter cabelos lisos e – ao mesmo tempo até coloridos ou descoloridos – mas todo esse processo exige cuidados.

Lembre-se: nosso lema é: saúde e beleza sempre andando juntas!


Luigi Moretto, colunista da Manequim, é hair stylist especialista em colorimetria desde 2009 e escolheu essa profissão puramente por PAIXÃO.

Teremos novos conteúdos sobre tendências no mundo da beleza toda quinta-feira aqui na coluna do profissional!

"Costumo dizer que não fui eu quem escolheu ser um hair stylist, foi a profissão que me adotou pelo meu amor ao que faço. Enfermeiro de formação desde 2005, a minha paixão pelos cuidados com a saúde e com a beleza se misturaram com a minha vocação e me fizeram trocar os hospitais para tratar de saúde no meu salão, na Rua da Consolação, em SP, no ano de 2009.  

De lá pra cá foram incontáveis cursos, especializações e workshops com profissionais nacionais e internacionais sempre mantendo o meu foco principal em colorimetria, cortes e criação de tendências. 

Quero usar de tudo o que já sei e o que ainda vou aprender para compartilhar com vocês semanalmente por aqui. Divida comigo as suas dúvidas, vamos falar sobre tendências, sobre auto cuidado, sobre auto estima e, sobretudo: vamos nos cuidar. Saúde e beleza, para todos nós!

Sejam muito bem-vindos".

 

Último acesso: 27 Nov 2021 - 00:00:20 (1043996).