Testeira
  coluna-luigi-moretto   / Cuidados com os fios brancos

Cabelo branco é uma questão estética ou problema de saúde? Dermatologista explica quais os motivos para o aparecimento precoce dos brancos

Na coluna desta semana, Luigi Moretto entrou em contato com a Dra. Adriana Vilarinho que nos deu uma aula sobre a genética por trás dos grisalhos; confira

MANEQUIM Publicado quinta 17 junho, 2021

Na coluna desta semana, Luigi Moretto entrou em contato com a Dra. Adriana Vilarinho que nos deu uma aula sobre a genética por trás dos grisalhos; confira
Cabelo branco é uma questão estética ou problema de saúde? Dermatologista explica quais os motivos para o aparecimento precoce dos brancos - Freepik / drobotdean

É natural que o relógio biológico começa a dar sinais quando a idade avança. E um dos primeiros são os temidos fios brancos. Na maioria das vezes, o aparecimento deles causa apenas uma preocupação estética, a qual tinturas, mechas e tonalizantes conseguem por um fim agregando ainda uma mudança estética muito agradável. Mas, quando o embranquecimento das madeixas ocorre de forma precoce, pode estar atrelado a uma alteração genética ou, como consequência de alguma patologia.

Cada pessoa tem um tempo e uma razão para que os fios brancos comecem a aparecer, mas, em geral, isso ocorre a partir dos 40 anos. Do ponto de vista médico, a coloração dos cabelos depende de um pigmento chamado melanina. São os melanócitos, as células que ficam localizadas na raiz do cabelo, as responsáveis pela produção da melanina. Os cabelos brancos surgem quando envelhecemos, pois os melanócitos também envelhecem e começam a perder a capacidade de produzir esse pigmento.
O alerta é para que quem apresenta fios brancos antes dos 30 anos. Daí sim, isso pode portar um problema genético, que pode ser uma alteração no gene que é responsável por regular a produção de melanina.

A etnia também pode ter ligação com os fios grisalhos. Os caucasianos costumam perceber por volta dos 30 anos os primeiros fios brancos, já os asiáticos quase beirando os 40 e os afrodescendentes só após os 40.

Entre as principais causas, a médica dermatologista Dra. Adriana Vilarinho indicou algumas doenças que precisamos prestar atenção:

O vitiligo, que é uma doença autoimune, caracteriza-se pela perda da coloração da pele e, em alguns casos, também dos cabelos. O albinismo, que é uma ausência congênita, total ou parcial, de pigmento da pele, cabelos e olhos também pode ter relação com os fios brancos e o Piebaldismo, que é uma doença congênita em que o paciente apresenta uma mecha frontal de cabelos brancos associada a uma área acrômica triangular na testa completa a lista das doenças que trazem fios mais claros mais cedo.

Existem ainda diversos outros pontos que não são doenças, mas que podem levar aos cabelos brancos. Um deles tem sido bem comum nos dias atuais: o estresse. Quando o corpo entra em estado de estresse, é natural que haja um aumento de radicais livres em todo o organismo, inclusive nos cabelos. Isso causa agressão às células que fazem a melanina e, como consequência, ocorre um aumento dos fios brancos.

Preciso lembrar ainda que a radiação ultravioleta, a poluição e até o tabagismo podem ajudar a acelerar o envelhecimento dos fios. E os cuidados com os cabelos brancos precisam ser ainda maiores já que possuem uma estrutura diferente, mais porosa, o que facilita a queda e deixa as madeixas mais quebradiças e frágeis.

É muito importante que certos cuidados sejam tomados para garantir a saúde dos grisalhos. Quem tem cabelo branco geralmente se queixa que os fios vão ficando amarelados. Existem xampus próprios para cabelos grisalhos, que tiram o amarelado do fio, sem esquecer da tão necessária hidratação e do uso correto dos condicionadores e máscaras capilares especificas para essas madeixas.

Arrancar? Jamais!

Não preciso nem lembrar que nenhum fio branco seja arrancado, né? Isso não ajuda a diminuir, pelo contrário. Só enfraquece a raiz do cabelo e pode gerar problemas no futuro. Para disfarçar os cabelos brancos existem métodos individuais que salvam a questão estética e devolvem a autoestima.

Quando a pessoa tem menos de 30% de cabelos brancos, só uns fiozinhos, pode usar um xampu tonalizante, que forma uma espécie de capinha no fio. O problema dele é que, quando você vai lavando o cabelo, a cor vai desbotando. Eles tendem a durar até 20 lavagens. Então, o ideal é que seja usado por quem não tem o hábito ou a necessidade de lavar o cabelo todo o dia. Também tem a tinta permanente, que pinta todo o cabelo até a raiz, recomendada para quem tem mais de 30% de fios brancos. 
No mais, eu diria para quem tem cabelo branco que faça procedimentos químicos com atenção de um profissional, já que a química pode ser mais danosa para esses fios mais frágeis.


Luigi Moretto, colunista da Manequim, é hair stylist especialista em colorimetria desde 2009 e escolheu essa profissão puramente por PAIXÃO.

Teremos novos conteúdos sobre tendências no mundo da beleza toda quinta-feira aqui na coluna do profissional!

"Costumo dizer que não fui eu quem escolheu ser um hair stylist, foi a profissão que me adotou pelo meu amor ao que faço. Enfermeiro de formação desde 2005, a minha paixão pelos cuidados com a saúde e com a beleza se misturaram com a minha vocação e me fizeram trocar os hospitais para tratar de saúde no meu salão, na Rua da Consolação, em SP, no ano de 2009.

De lá pra cá foram incontáveis cursos, especializações e workshops com profissionais nacionais e internacionais sempre mantendo o meu foco principal em colorimetria, cortes e criação de tendências. 

Quero usar de tudo o que já sei e o que ainda vou aprender para compartilhar com vocês semanalmente por aqui. Divida comigo as suas dúvidas, vamos falar sobre tendências, sobre auto cuidado, sobre auto estima e, sobretudo: vamos nos cuidar. Saúde e beleza, para todos nós!

Último acesso: 26 Oct 2021 - 15:38:25 (1044575).