moda   / Empreendedorismo

10 dicas importantes para quem quer abrir um ateliê de costura

Especialistas indicam quais são os pontos em que você precisa prestar mais atenção na hora de dar um passo à frente nos negócios

Manequim Publicado quinta 11 junho, 2020

Especialistas indicam quais são os pontos em que você precisa prestar mais atenção na hora de dar um passo à frente nos negócios
Dicas para quem quer abrir um ateliê de costura - freepik

Dar um passo a mais nos negócios e abrir o próprio ateliê de costura é o sonho de muitas pessoas, mas qual é a melhor maneira de começar essa empreitada?

Engana-se quem pensa que é só conseguir um local e iniciar os negócios. 

Da pesquisa à prática, especialistas indicam quais são os pontos em que você precisa prestar mais atenção. Mãos à obra!

1. PESQUISE

Quem são seus concorrentes? Você os conhece? Sabe quais produtos e serviços oferecem? Se ainda não, então é hora de pesquisar sobre tudo isso. Identifique oportunidades de negócios, para que você possa oferecer algo melhor ou diferente.

2. EQUIPE-SE

Certifique-se que você tenha o necessário para fazer um bom trabalho!

O ateliê vai precisar de maquinário industrial básico para confecção de diversos acabamentos, como máquina reta, overloque e galoneira.

3. CONTRATE ESPECIALISTAS

Os profissionais devem possuir conhecimento tanto na modelagem quanto na montagem e no acabamento. Na hora de recrutá-los, anúncios em redes sociais, principalmente Facebook e Instagram, funcionam bem. Lembre-se: terceirizar algumas partes da produção, como bordados e pedrarias, pode ser mais vantajoso e tornar o trabalho mais rápido.

4. ORGANIZE-SE NAS FINANÇAS

O planejamento financeiro do ateliê deve registrar entradas, saídas e investimentos. Controle todas as compras, gerencie estoques e avalie o melhor momento de investir em materiais e equipamento. Contrate um bom profissional especialista em regulamentações, impostos e outros detalhes burocráticos.

5. BUSQUE FORNECEDORES

Tenha um cadastro para compra de tecidos e aviamentos, com preços atualizados. Assim você ganha agilidade e poupa dinheiro. Planeje a aquisição de material conforme a necessidade.

6. INVISTA NA IMAGEM

Cerca de 50% dos novos clientes são atraídos pela fachada, então use-a como recurso. Monte uma recepção com exemplos do seu trabalho, informações de moda e amostras de tecidos, aviamentos e bordados. É importante ficar antenada nas tendências para atender melhor seus clientes: crie um acervo para se atualizar.

Caprichar nas redes sociais também é uma dica muito importante. Até porque, hoje em dia, pouquíssimas pessoas não passam horas rolando o feed do Instagram ou do Facebook para ver as atualizações. Estão todos conectados.

7. REGISTRE E DIVULGUE

Fotografe o antes e o depois de cada trabalho. Divulgue seus serviços destacando os diferenciais. Faça parcerias com estabelecimentos próximos e mantenha suas informações na internet atualizadas. Antes de fazer propaganda, certifique-se de que você é capaz de atender à demanda que surgirá.

8. APRIMORE O ATENDIMENTO

Dê atenção especial à satisfação do cliente: cumpra os prazos à risca.

Para tanto, o ateliê deve estar sempre organizado, por isso, estipule rotinas internas como o controle de pedidos e de matéria-prima, a manutenção dos materiais e equipamentos etc.

9. REDUZA A COMPLEXIDADE

Para estilistas, ideias não faltam. Mas é preciso ter cautela: pense no caminho mais vantajoso, conciliando a criatividade com a execução. Sempre tenha em mente o financeiro em todas as etapas.

10. SEJA AUTÊNTICO

Atrele a sua marca aos seus valores. Defina o seu estilo e seja fiel a ele. Os clientes irão procurar sua oficina atraídos pelas suas
características. Quanto mais definidas estiverem, melhor.

Último acesso: 22 Oct 2021 - 15:32:27 (1042827).