beleza   / Pele saudável

7 conselhos infalíveis para prevenir o envelhecimento precoce da pele madura

Especialistas destacam as melhores estratégias para desacelerar o processo de envelhecimento da pele, que se inicia após os 25 anos com a queda natural da produção, pelo corpo, de colágeno e de antioxidantes

MANEQUIM Publicado terça 27 julho, 2021

Especialistas destacam as melhores estratégias para desacelerar o processo de envelhecimento da pele, que se inicia após os 25 anos com a queda natural da produção, pelo corpo, de colágeno e de antioxidantes
7 conselhos infalíveis para prevenir o envelhecimento precoce da pele - Freepik

A pele é o maior órgão do corpo e é natural que as atenções se voltem ao seu cuidado para evitar sinais da idade, principalmente no rosto, o nosso cartão de visitas. Conforme as pessoas envelhecem, é natural ter uma pele mais fina e seca e um aumento das rugas e outros sinais de envelhecimento.

“Como a pele nos protege do meio ambiente, está mais exposta a ação de fatores externos. Raios UV, tanto UVA quanto UVB, aumentam a produção de radicais livres e diminuem a produção de antioxidantes, gerando aquilo que chamamos de fotoenvelhecimento. Como a pele é nossa barreira de defesa contra o meio ambiente, está sempre exposta aos efeitos externos. Proteger a pele e ter bons hábitos de vida são formas de ajudar a evitar a aceleração do processo de envelhecimento cutâneo”, destaca a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Abaixo, consultamos a médica e outros especialistas para delimitar as melhores estratégias para um verdadeiro cuidado antienvelhecimento:

+++ Não existe idade certa: saiba mais sobre a fonoaudióloga que virou modelo depois dos 50 anos

1) Protetor solar diariamente

Diariamente, 365 dias do ano, no sol, no frio, na rua e na fazenda, o protetor solar deve ser usado. Ele vai ser seu melhor amigo – e também da sua pele. “Antes de se preocupar com uma rotina que contenha ácidos e antioxidantes, devemos ter o hábito do uso regular do filtro solar: ele é o creme antienvelhecimento mais importante”, explica o dermatologista Dr. Daniel Cassiano, da Clínica GRU e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

A justificativa para isso é bem simples: as consequências dos danos causados pela radiação sobre as estruturas celulares e cutâneas (como fibras de colágeno e elastina, responsáveis pela elasticidade da pele) são flacidez, rugas ou linhas de expressão e manchas, de acordo com a Dra. Roberta Padovan, médica pós-graduada em Dermatologia e Medicina Estética. “A exposição solar sem a fotoproteção adequada é o mais importante agressor da pele, pois leva a um dano cumulativo: causa mudanças nas bases do DNA celular que provocam reações de mutação celular, com consequente fotoenvelhecimento precoce, inflamação e cancerização. Por isso, a melhor forma de proteção é o filtro solar”, explica a Dra. Roberta.

2) Aplique um hidratante facial todos os dias

A segunda dica para evitar o envelhecimento prematuro da pele é a aplicação, duas vezes ao dia, de manhã e à noite, do hidratante. Ele retém água na pele, conferindo uma aparência mais jovem. Apostar no coringa das fórmulas anti-idade, o Ácido Hialurônico, é um excelente começo. “Mas a penetração desse ativo deve ser alta, então a melhor opção é apostar no ácido hialurônico de baixo peso molecular", destaca a cosmiatra Ludmila Bonelli, especialista em dermatocosmética.

3) Seja gentil com sua pele

Limite a lavagem do rosto a duas vezes ao dia e após suar, e use produtos para a pele rotulados como "hipoalergênico", "sem fragrância" ou "não comedogênico". Evite esfregar a pele e usar produtos para a pele que ardem ou ardem, pois irritar a pele pode torná-la mais velha. “Quanto mais abrasivo for o produto de limpeza, mais ele vai retirar a sujidade e a barreira protetora do estrato córneo. Não use ingredientes agressivos (sintéticos ou naturais) ou limpe demais a pele. Na hora da limpeza, evite surfactantes agressivos que retiram a oleosidade natural da pele e desnaturam as proteínas. Uma atmosfera ultra-higiênica pode provocar um desequilíbrio do ecossistema de microrganismos benéficos que habitam na nossa pele, o que pode favorecer a irritação, ressecamento e sensibilidade da pele”, afirma a Dra. Roberta Padovan.

“Opte por produtos suaves com listas de ingredientes limpas e simplificadas. Estar mais atento ao microbioma da pele melhorará a saúde da pele em sua origem”, diz a Dra. Roberta. E eles podem sensibilizar a pele, que pode ser mais predisposta a apresentar vermelhidão e irritação. “No caso da pele sensível, vários genes e marcadores estão envolvidos: TNF ALFA, IL-6, IL-1BETA estão ligados a um maior desconforto cutâneo. Ela também pode ser mais propensa a alergias por características genéticas”, explica o geneticista Dr. Marcelo Sady, Pós-Doutor em Genética.

+++ Beleza madura: 4 celebridades que tiveram seus grisalhos como protagonistas no tapete vermelho do Festival de Cannes

4) Aposte em antioxidantes como o Resveratrol

“Encontrado principalmente na casca e nas sementes das uvas vermelhas ou pretas, o resveratrol é um dos mais poderosos antioxidantes que existem, sendo capaz de combater significativamente os radicais livres, moléculas altamente reativas que, na pele, podem provocar danos celulares, favorecendo o envelhecimento precoce com consequente aparecimento de rugas, flacidez, manchas e perda de luminosidade”, explica o dermatologista Dr. Gustavo Saczk, membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

Apesar de já consagrado, o resveratrol também ainda é alvo de constantes estudos que visam aumentar a eficácia, a estabilidade ou a biodisponibilidade do ingrediente.

5) Mantenha um estilo de vida saudável

Ter uma dieta saudável e bem balanceada com muitas frutas e vegetais frescos pode ajudar a prevenir os danos que levam ao envelhecimento prematuro da pele. “Uma alimentação equilibrada está entre os principais itens que ajudam a deixar a pele bonita, jovem e hidratada. São os alimentos que você consome regularmente que definem a aparência e qualidade do tecido cutâneo, não apenas em um mês, mas também em um, dois anos ou mais. A alimentação com perfil antioxidante é uma das principais formas de prevenção do envelhecimento, inclusive da pele, enquanto uma dieta rica em alimentos pró-inflamatórios pode causar diversas disfunções, desde acne ao aparecimento de rugas precoces”, afirma o médico nutrólogo Dr. Juliano Burckhardt, membro Titular da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) e da International Colleges for Advancement of Nutrology. “Além disso, os exercícios diários podem melhorar a circulação e estimular o sistema imunológico, o que pode dar à pele uma aparência mais jovem. Evite fumar e beba álcool com moderação, pois são ásperos para a pele”, explica a Dra. Beatriz. “Muito do processo inflamatório subclínico é causado por estresse, obesidade, falta de sono adequado, má alimentação e falta de atividade física, por exemplo, o que pode acelerar mais ainda a formação de rugas. Bons hábitos de vida podem modular a expressão de genes, de forma a prevenir alterações de pele”, destaca o geneticista Dr. Marcelo Sady.

+++ Livre aos 50 anos! Maria Cândida posa nua e desabafa: ''Por mais autoestima que a gente tenha, o mundo nos achatou muito''

6) Considere o uso de um creme de retinol

Eles são o que chamamos de ‘padrão ouro’ para redução de rugas em casa. “São derivados da vitamina A, então estimulam a renovação celular e aumentam a produção de colágeno, reduzindo assim o aparecimento de rugas”, diz a médica Dra. Roberta. Retinoides. Consultar um médico é vital nesse caso. “Além da capacidade de redução de rugas, os retinóides podem suavizar a pele, uniformizar a textura e atenuar manchas escuras. Mas com grande potência vem o risco de irritação. Para evitar vermelhidão e descamação (sinais de que a forma ativa do retinol, um composto chamado ácido retinóico, está trabalhando para produzir mais colágeno), existem estratégias como começar a usar um retinóide duas vezes por semana e, em seguida, um hidratante. Após algumas semanas, podemos aumentar o uso para três vezes por semana”, afirma a Dra. Roberta.

E como os retinóides podem torná-lo mais sensível aos raios ultravioleta, os especialistas recomendam usá-los apenas à noite, quando você não está exposto ao sol. E no dia seguinte, não esqueça do protetor solar.

Aposte em combinações poderosas de tratamentos e suplementos

Com relação às tecnologias em consultório, elas também ajudam a retardar o envelhecimento, criando uma poupança de colágeno. O Ultraction 3D, por exemplo, é uma tecnologia minimamente invasiva de ultrassom microfocado que produz energia mecânica. “Em contato com o tecido (derme, subcutâneo e músculo), a energia é convertida em calor, criando zonas de coagulação nesses tecidos, o que estimula a produção de colágeno. Em suma, o ultrassom é uma tecnologia que vai estimular a contração dos tecidos e a produção de colágeno novo, melhorando a qualidade da pele em termos de firmeza, textura e contorno, promovendo o efeito lifting”, afirma o dermatologista Dr. Luis Henrique Moura, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Para potencializar a formação de colágeno, o uso de suplementos também pode ajudar. “A maioria dos tratamentos estéticos para flacidez estimulam o fibroblasto através de fatores de crescimento a produzir mais colágeno, elastina e ácido hialurônico. A suplementação com Exsynutriment, um silício estabilizado em colágeno marinho, estimula a produção de colágeno, elastina e ácido hialurônico, o que confere melhora do tônus da pele e diminuição da flacidez”, destaca Luisa Wolpe Simas, nutricionista e consultora de nutrição integrada. Segundo estudos, Exsynutriment auxilia a síntese de colágeno de boa qualidade, estimula fibroblastos, incrementa a produção de proteínas estruturais (elastina, ácido hialurônico e proteoglicanas) de forma organizada, melhorando a qualidade da matriz extracelular (MEC).


FONTES:

*DRA. ROBERTA PADOVAN: Médica Pós-graduada em Dermatologia. Graduada em Medicina pela Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) e especialista em Medicina Estética e Dermatologia pela INCISA. Com participação regular em congressos, jornadas e cursos nacionais e internacionais, a médica é proprietária de duas clínicas, no no Maranhão e em São Paulo, com diversos tratamentos para saúde e beleza da pele. Além disso, atuou como médica residente no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. www.robertapadovan.com.br

*DR. DANIEL CASSIANO: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Cofundador da clínica GRU Saúde, o Dr. Daniel Cassiano é formado pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Doutorando em medicina translacional também pela UNIFESP. Professor de Dermatologia do curso de medicina da Universidade São Camilo, o Dr. Daniel possui amplo conhecimento científico, atuando nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e cosmiátrica.

*DR GUSTAVO SACZK: Dermatologista membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Formado pela Universidade Federal do Paraná, o Dr. Gustavo Saczk atua em sua clínica localizada em Curitiba e também ministra cursos Hand On para médicos.

*DRA. BEATRIZ LASSANCE: Cirurgiã Plástica formada na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e residência em cirurgia plástica na Faculdade de Medicina do ABC. Trabalhou no Onze Lieve Vrouwe Gusthuis – Amsterdam -NL e é Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery) e da American Society of Plastic Surgery. Além disso, é membro do American College of LifeStyle Medicine e do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida.

*DR. JULIANO BURCKHARDT: Médico Nutrólogo e Cardiologista, membro Titular da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) e da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). É membro da American Heart Association e da International Colleges for Advancement of Nutrology. Mestrando pela Universidade Católica Portuguesa, em Portugal, atuou e atua como docente e palestrante nas suas especialidades na graduação e pós-graduação. O médico tem certificação Internacional pela Harvard Medical School, para tratamento da Obesidade. É diretor médico do V'naia Institute. Diretor Científico Brasil da European Academy of Personalized Medicine.

*DR. MARCELO SADY: Pós-doutor em genética com foco em genética toxicológica e humana pela UNESP- Botucatu, o Dr. Marcelo Sady possui mais de 20 anos de experiência na área. Speaker, diretor Geral e Consultor Científico da Multigene, empresa especializada em análise genética e exames de genotipagem, o especialista é professor, orientador e palestrante. Autor de diversos artigos e trabalhos científicos publicados em periódicos especializados, o Dr. Marcelo Sady fez parte do Grupo de Pesquisa Toxigenômica e Nutrigenômica da FMB – Botucatu, além de coordenar e ministrar 19 cursos da Multigene nas áreas de genética toxicológica, genômica, biologia molecular, farmacogenômica e nutrigenômica.

*LUDMILA BONELLI: Cosmiatra, especialista em dermatocosmética e diretora científica da Be Belle.

*MARIA EUGENIA AYRES: Graduada em Farmácia Industrial pela Faculdade Oswaldo Cruz com Pós-Graduação em Farmacologia Clínica. Atua no Setor Magistral desde 2000 onde atualmente é Gestora Técnica da Biotec. CRF 33.424

*LUISA WOLPE SIMAS: nutricionista e consultora de nutrição integrada da Biotec Dermocosméticos.

Último acesso: 20 Sep 2021 - 11:18:33 (1044836).