saude   / Exercícios

Treino HIIT emagrece mesmo? Personal esclarece mitos e verdades sobre o assunto

O treino intervalado de alta intensidade virou febre por prometer perder peso mais rápido e queima calórica enquanto descansa

Manequim Publicado quarta 14 julho, 2021

O treino intervalado de alta intensidade virou febre por prometer perder peso mais rápido e queima calórica enquanto descansa
Treino HIIT emagrece mesmo? Personal esclarece mitos e verdades sobre o assunto - Pinterest

O HIIT (High Intensity Interval Training) ou treino intervalado de alta intensidade virou febre durante a pandemia, pois oferece sessões de exercícios mais curtas, que trazem resultados iguais e até superiores aos treinos moderados de longa duração. O método consiste em alternar momentos de exercício de alta intensidade, em que o organismo trabalha próximo à sua capacidade máxima, com períodos curtos de baixa intensidade.

De acordo com a preparadora física Amanda Biuger, o aumento e a redução na frequência cardíaca estimulados pelo treino intervalado de alta intensidade geram uma série de adaptações no organismo, que oferece diversos benefícios à saúde e a melhora do condicionamento físico geral.

"Apesar de a quantidade de energia gasta durante a sessão de HIIT nem sempre ser alta por conta da curta duração dos treinos, a história é bem diferente nas horas após o exercício devido ao efeito Epoc, que é o consumo excessivo de oxigênio pós-exercício. Durante o processo de reparação após o esforço, o organismo passa a ter um maior gasto de oxigênio e calórico para se reestabelecer, voltar à sua temperatura, repor os estoques de glicogênio muscular, eliminar metabólitos e reparar a musculatura", destacou a especialista.

 +++ Twin set: a tendência dos anos 30 que voltou com tudo no outono de 2021

+++ Pijama e estilo combinam? Sim! Estilista cria coleção elegante e confortável de 'roupas para ficar em casa

Portanto, esse tipo de atividade é realmente interessante para entrar na rotina de quem precisa emagrecer —desde que com liberação médica e orientação profissional, já que o HIIT pode exigir bastante do coração, dos músculos e das articulações. Além disso, ainda traz outros benefícios ao organismo, como:

 - Ajudar a controlar a fome
"Sabemos que o exercício reduz a produção da grelina, o hormônio da fome, mas o HIIT parece ter um efeito maior nesse sentido, mostrando ser uma boa estratégia para a perda de peso", contou Amanda.

 - Melhora a capacidade cardiorrespiratória
"Por trabalhar com a frequência cardíaca acima de 80% durante os exercícios em alta intensidade, o HIIT obriga o coração se esforçar bastante. Com isso, o órgão fica mais forte, a circulação sanguínea melhora, assim como as funções de absorver e transportar oxigênio".

- Diminui o nível de açúcar no sangue
"Isso porque com o exercício o corpo fica mais eficiente em utilizar a glicose disponível no sangue como fonte de energia para os músculos". 

- Pode ajudar a ganhar força e músculos
 "Por se tratar de um modelo de treinamento versátil, o HIIT também pode ser planejado com o objetivo de gerar um ganho de força e de massa muscular, ao usar exercícios para esse fim, como agachamento, flexão de braços, afundo, remada, entre outros".

Amanda ainda afirma que as recomendações para praticar esse tipo de treino são praticamente as mesmas de que qualquer outro exercício. É preciso estar com os exames em dia e passar pela avaliação de um médico, que vai liberar ou não a prática de exercícios e indicar a intensidade máxima do treino.

"O HIIT pode ajudar a perder de três a 10kg por mês, aliado com alimentação saudável", finalizou Biuger.

Último acesso: 27 Jan 2022 - 18:26:16 (1044748).